26.12.07

De vagar caminho entre o silêncio

De vagar caminho entre o silêncio
sinto a leveza da ausência

caminho sem rumo
apenas o rumor do silêncio
envolve meus pensamentos
o ser esvazia-se
desfazem-se lágrimas
incertezas
ficam perdidas numa bruma
alva melâncolia
que abraça e ameniza
lava a alma
renova energia
... de vagar caminho
sinto-te silêncio
bebo os teus leves rumores
segredos de Anjo
Ele acompanha meus passos
sorriu com o passar de uma brisa
sei que estás aqui
alegria

Sinto a leveza da ausência ...
... vazio ...
para onde foi?... dissipou-se
dissolveu-se numa brisa de pureza
luz eterna
que é o teu ser

21.12.07

Feliz Natal !!!!!