4.11.08

A voz poeta de José Rasquinho

Faço de Tudo um pouco

Não faço nada bem feito
Mas faço de tudo um pouco!
Por essa minha mania
Ou, se quiserem, defeito
Podem mesmo vir, um dia,
A chamar-me tolo, ou louco!

Hoje deu-me p’ra poesia!
Será que tenho algum jeito?
Amo o Sol e a Natureza
Levo a vida com alegria
Só tenho uma grande tristeza:
Não faço nada bem feito!

A quem vive a criticar
Não ligo, não lhes dou troco.
É bom sonhar acordado,
Ser livre, poder voar…
Não sou nenhum iluminado,
Mas faço de tudo um pouco!


Visita os blogs do José Rasquinho :)